Saiba tudo sobre a RIC Record em SC

RIC Record:Sempre atenta às novidades da comunicação, a família Petrelli inicia o ano com grandes mudanças em seus veículos no Estado. Hoje, a Rede Santa Catarina de Comunicação (Rede SC) passa a se chamar Rede Independência de Comunicação (RIC), o mesmo nome que o grupo da família utiliza no Paraná há 12 anos. Com a união das duas redes em uma mesma marca, a RIC tornou-se um dos maiores grupos de comunicação regional do País, com dez emissoras de TV, duas de rádio, três portais de internet e dois jornais diários. A programação dos canais do grupo também mudou: o SBT deu lugar à Record, a emissora que mais cresce em audiência no País.

As alterações foram motivadas pelo desejo constante de o grupo se manter entre os líderes de audiência. Em 2007, a Record atingiu o segundo lugar na média do ibope nacional, posto que um dia já foi do SBT, e a família Petrelli, alerta aos movimentos do mercado, quis seguir a tendência de liderança. “Queremos ser a maior audiência regional da Record de todo o País”, afirma Marcelo Petrelli, vice-presidente executivo da RIC Santa Catarina. No Paraná, o grupo de comunicação da família retransmite a Record há 12 anos sob o nome de RIC. “Aproveitamos o desejo de mudar de canal para unir o grupo da família em uma só marca e assim fortalecer a representatividade dos nossos veículos”, afirma Marcelo.

Com a passagem do SBT para a Record, a empresa ampliou sua área de cobertura no Estado, pois ganhou outras duas emissoras: uma em Xanxerê, que reforçará a cobertura do canal nas cidades de Joaçaba e Caçador, e uma em Florianópolis, que será usada para retransmitir a Record News, primeiro canal dedicado a notícias na televisão aberta do Brasil.A mudança pretende também estabelecer um parâmetro de comunicação regional de qualidade, com foco no desenvolvimento. “Queremos mostrar o que cada cidade de Santa Catarina tem de melhor para os municípios vizinhos, para o Estado e para o Brasil”, declara Marcelo. O vice-presidente executivo do grupo no Estado ainda aponta outros benefícios com a fusão do grupo, como união de esforços para enfrentar os desafios da comunicação na era da internet e da televisão digital.

O investimento total para essa fase gira em torno de R$ 5,5 milhões, com R$ 2,5 milhões em equipamentos, R$ 2 milhões para estrutura e R$ 1 milhão para contratação de pessoal. A empresa passa a possuir cerca de 950 funcionários, com 550 em Santa Catarina e 400 no Paraná. O retorno do investimento do grupo deve acontecer rapidamente se as metas para faturamento forem atingidas: até o final do ano, a RIC pretende crescer 35%. A estimativa é dobrar os lucros até o fim de 2010.Para obter tamanho resultado, a empresa pretende aguçar a atenção do mercado publicitário com o desempenho na audiência televisiva e com a circulação de jornais e assim dobrar o número de anunciantes de renome, como os atuais da mídia impressa: Supermercados Imperatriz, Costão do Santinho Resort, Tubos e Conexões Tigre e Lojas Salfer.

Opinião do Blog:Na minha opinião ainda o canal deve se fortalece,eu que moro aqui em SC ja estou com saudades da antiga Record SC,vamos ver, se o povo acostuma.

Fonte:RIC/Imagem:RIC

4 Comentários:

7 de fevereiro de 2008 08:39 Susi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
14 de julho de 2008 18:50 Anônimo disse...

olá..você sabe como conseguir uma reportagem do sc news?
Grata
Gabriela
sabadocriativo@yahoo.com.br

27 de outubro de 2008 10:25 fatima disse...

oi eu gostari muito de saber se o mes de outubro vai ter o dia da diferença tambem gostaria muito de participar

23 de novembro de 2010 09:59 André Luiz Pinheiro disse...

Eu só queria saber uma coisa: QUANDO É QUE MARAVILHA VAI RECEBER O SINAL DA RECORD NEWS SC???? Pois em nossa região somente as cidades de Chapecó e Xanxerê recebem o sinal. Será que é porque as duas cidades são maiores?? Maravilha tá crescendo,minha gente, tem indústrias vindo para nossa cidade. Uma delas é a Piracanjuba, um laticínio muito importante que tem sede no Estado de Goiás. Tem uma concessionária muito conhecida, a Divave / Volvo de Itajaí também vai colocar uma filial em nossa cidade, entre outros empreendimentos importantes. Mercado para anúncio na tv tem em nossa cidade. E mais uma coisa: se querem tanto audiência, então que coloquem o sinal em nossa cidade, eu, com certeza, serei o telespectador nº1. Como é que o SBT Santa Catarina e a TVBV tem sinal em todo o Estado de Santa Catarina, quer dizer então que a RIC quer deixar a gente de fora? Cabe uma reflexão.