Leticia Colin conta como é interpretar vítima de pedófilo em "Chamas da Vida"

Entrevista: Letícia Colin é apaixonada por psicologia. Falar sobre as relações humanas, que muitas vezes são conturbadas, é com ela mesma. "Adoro a alma humana e suas contradições, lidar com desejo e repulsa", vibra. Por isso, qualquer traço de imaturidade, que poderia ser característico dos seus 18 anos, passa despercebido. Principalmente quando a atriz fala sobre as dores e angústias de Vivi, sua personagem em "Chamas da Vida", da Record. Afinal a moça, que na trama tem apenas 15, foi vítima de um pedófilo. Sua luta agora é para, após o estupro, levar uma vida normal.



"Queremos mostrar como fica a cabeça de uma menina que passa por um trauma desses", avisa.Na história de Cristianne Fridman, Vivi é a única mulher de quatro irmãos e, por conta disso, sempre foi a "princesinha" da família. Mas a perda dos pais, por mais que seja aplacada pela dedicação do irmão mais velho, Pedro (Leonardo Brício), lhe causou uma enorme carência. Por conta disso, a menina passou a dividir seus dias entre a escola e a Internet, onde, sem a malícia que poderia lhe proteger, ela acabou se envolvendo com Lipe.

O pedófilo, vivido por André Di Mauro, pareceu, desde o início, um homem "do Bem", acima de qualquer suspeita. Mas bastaram algumas conversas e encontros para ele revelar sua verdadeira faceta e abusar sexualmente da garota.

Tamanha densidade em uma personagem, é claro, passou a causar sérios questionamentos em Letícia. Ela confessa que no início tinha dificuldade em se "desligar" de toda a tensão de Vivi. Tantas cenas de dor, raiva, choro e culpa a deixavam emocionalmente abalada. Mas, ao perceber toda a questão social envolvida e a complexidade psicológica do agressor, aprendeu a deixar toda a "carga" no estúdio. "É uma coisa muito presente na educação feminina. Sexo é uma coisa difícil de falar", avalia ela que, apesar de nunca ter feito terapia, tem lá suas teorias. "Dizem que ser normal é ser sensato, chorar só de tristeza. Eu choro de alegria, raiva... O normal é aquele que se insere no que a sociedade impõe", acredita.

Leticia Colin estreiou na Record em 2007 na novela "Luz do Sol", antes de vim para a Record já atuou na Band em "Floribella" e começou a sua carreira na novela "Malhação".

Chamas da Vida vai ao ar de segunda á sábado ás 22h30, na Record.

Fonte: UOL Televisão adaptação Record no Blog/Imagem: UOL Teleivsão

4 Comentários:

10 de novembro de 2008 09:27 Anônimo disse...

oi vivi vc e bo beim oa bu mal

25 de novembro de 2008 09:36 Lara disse...

Olá

Quero dar os parabens a Leticia Colin(por fazer) tão maravilhosamente a Vivi.Está mostrando que é uma ótima atriz;parabens tb pro Leonardo Bricio, que mais uma vez é ator de talento e determinação;tb parabenizo a autora da novela, por abordar o tema de estrupo,pedorfilia...parabéns a rede record.

25 de novembro de 2008 09:36 Lara disse...

Olá

Quero dar os parabens a Leticia Colin(por fazer) tão maravilhosamente a Vivi.Está mostrando que é uma ótima atriz;parabens tb pro Leonardo Bricio, que mais uma vez é ator de talento e determinação;tb parabenizo a autora da novela, por abordar o tema de estrupo,pedorfilia...parabéns a rede record.

25 de novembro de 2008 09:38 Lara disse...

Corrigindo , a palavra é Estupro.parabén a novela.mas acho qeu deveriua mostar mais sobre trabalho dos bombeiros.