Fala Brasil completou 10 anos

Especial:No último dia 05 de maio o telejornal Fala Brasil completou de 10 anos.


Há 10 anos no ar, Marcos Hummel e e Luciana Liviero assumiran o telejornal em janeiro de 2006. O telejornal atualmente alcança a liderança no ranking da audiência no Brasil com um conteúdo dinâmico, séries especiais e comentários do noticiário nacional e internacional.

“É um jornal vitorioso que soube entender o desejo do telespectador e atingir um público que, até então, estava esquecido pelas outras emissoras. Estou muito feliz em fazer parte desta história” Marcos Hummel

“É uma alegria participar deste momento histórico do telejornalismo brasileiro. O Fala Brasil é um jornal com maturidade, que mostra as notícias que o público quer e precisa ver para estar bem informado logo cedo" Luciana Liviero.

Para ter uma idéia de como o jornal cresceu em 2006 atingia 5 e 6 pontos de média, atualmente registra em 7 e 9 de média.

O Fala Brasil vai ao ar de segunda a sexta ás 8:00 da manhã,no sábado ás 8:30 e aos domingos ás 8:00 da manhã.

Fonte:Rede Record/Imagem:Rede Record

7 Comentários:

10 de maio de 2008 18:57 paul disse...

Assiste e grave TV digital com notebook
http://www.tv-digital.org

8 de julho de 2008 05:27 Caroline disse...

Hoje ao assistir o telejornal FALA BRASIL me deparei com uma cena grotesca onde duas jovens se atracavam em uma briga de rua. Certamente fiquei impressionada com tal acontecimento, porém surge Luciana Liviero com a seguinte indagação: -E os professores, o que fazem? Isto logo após dizer que a culpa é dos pais e da escola.
Ora, muito me espanta uma jornalista confundir EDUCAÇÃO (que é algo que vem de casa, com CULTURA. A escola é a responsável por passar cultura e não educação aos seus alunos. Chega de delegar funções e vamos começar a fazer nossa parte. Os professores não podem fazer tantas coisas quanto algumas pessoas cobram, vale ressaltar que tal cobrança acontece quando lhe é conveniente visto que até agora não vi ninguem se "doer" pelas más condições de trabalho de tais membros ou algo que o valha.
Estou estarrecida com tal comentário, porque será que sempre tem alguém querendo fazer com que os professores se sintam incompetentes?
Tal acontecimento, como milhares de outros não são culpa dos professores, cara jornalista, e sim de famílias permissivas, desonestas, decadentes, completamente delinquentes que continuam perpetuando em nossa sociedade membros dessa espécie. Não é o professor o responsável por isso.
Atenciosamente
Caroline

8 de julho de 2008 15:26 Rose disse...

Esse tipo de coisa acontece, pq na verdade quase tds não querem assumir a sua parcela de responsabilidade nos problemas sociais. Fica mais muito mais fácil achar em quem colocar a culpa, porque quase td a sociedade, c/ suas raríssimas exceções, quer assumir algum compromisso, inclusive certos jornalistas. Sugiro a vcs investigarem mais a fundo o pq a educação no Brasil não vai bem. Acho que muitos estão a serviço de certos políticos e têm medo de falar que os professores não têm o devido respaldo político (exceto aqueles profissionais que realmente não se comprometem) para colocarem seus ideiais e conhecimentos em prática. Professor não é "babá" da sociedade. Parem de mentir. Isso é hipocrisia e demagogia, aliadas a uma profunda falta de capacidade de discernir a verdadeira realidade.

8 de julho de 2008 17:10 Anônimo disse...

Em relação á reportágem onde duas joves se agridem mutuamente,ouve um comentário criticando o professor atrubuindo a culpa do fato ocorrido aclasse do magistério quando na verdade a culpa é tão somente da falta da preseça dos pais no dia-a-dia de cada filho.
Como o repórter tem em suas mãos o poder da comunicação muitas vezes criticam outras profições.
Será que a profição repórter é infalivel?
obs:interessante lembrar que não sou professora sou apenas uma cidadã que não gosto de injustiças e tento educar corretamente os meus filhos sem delegar nenhuma responsabilidade aos outros pelos meus erros.

8 de julho de 2008 17:10 Anônimo disse...

Em relação á reportágem onde duas joves se agridem mutuamente,ouve um comentário criticando o professor atrubuindo a culpa do fato ocorrido aclasse do magistério quando na verdade a culpa é tão somente da falta da preseça dos pais no dia-a-dia de cada filho.
Como o repórter tem em suas mãos o poder da comunicação muitas vezes criticam outras profições.
Será que a profição repórter é infalivel?
obs:interessante lembrar que não sou professora sou apenas uma cidadã que não gosto de injustiças e tento educar corretamente os meus filhos sem delegar nenhuma responsabilidade aos outros pelos meus erros.

8 de julho de 2008 17:10 nadir disse...

Anônimo disse...
Em relação á reportágem onde duas joves se agridem mutuamente,ouve um comentário criticando o professor atrubuindo a culpa do fato ocorrido aclasse do magistério quando na verdade a culpa é tão somente da falta da preseça dos pais no dia-a-dia de cada filho.
Como o repórter tem em suas mãos o poder da comunicação muitas vezes criticam outras profições.
Será que a profição repórter é infalivel?
obs:interessante lembrar que não sou professora sou apenas uma cidadã que não gosto de injustiças e tento educar corretamente os meus filhos sem delegar nenhuma responsabilidade aos outros pelos meus erros.

10 de julho de 2008 14:58 marli disse...

Ser professor nos dias de hoje não é nada fácil. Além de sermos mal remunerados, na maioria das vezes enfrentamos jornada dúpla ou tripla e ainda querem transferir uma responsabilidade que não é nossa " a educação plena e total dos filhos da sociedade". Somos profissionais da Educação, não somos os pais dos filhos de TODOS.Já dizia o ditado "Quem pariu Mateus, que o embale". Respeito é bom e eu gosto!!!!