Entrevista: Denise Del Vecchio a Celeste, de "Amor e Intrigas"

Entrevista:O Record no Blog traz mais uma entrevista agora com Denise Del Vecchio.

Quando
Bicho do Mato terminou, Denise Del Vecchio queria ser escalada para interpretar uma vilã. Mas seu desejo não se concretizou e ela acabou sendo escolhida para viver a doce Celeste, de Amor e Intrigas, da Record.

"Eu estava doida para fazer uma vilã e aí veio o contrário. Mas, no fim das contas, estou me divertindo, já que o cenário da pensão me possibilita gravar com praticamente todo o elenco", afirma.

Além da novela, a atriz garante estar atravessando um bom momento devido ao lançamento do livro Memórias da Lua, escrito pela atriz e tradutora Tuna Dwek. A obra conta, através de fotos e texto, a trajetória profissional de Denise, iniciada nos anos 70. "Fiquei meio assustada em ter de olhar para trás e fazer esse balanço, porque sou uma pessoa que vou sempre adiante", conta.

Conheça Denise Del Vecchio!

Nome: Denise Falotico. O Del Vecchio é da minha avó.
Nascimento: Em 3 de maio de 1951, em São Paulo.
Primeiro trabalho na televisão: Ídolo de Pano, de Teixeira Filho, exibida em 1974, na TV Tupi.
Atuação inesquecível
: A Baronesa Bárbara Ventura, de Força de um Desejo, exibida em 1999, na Globo, e a Dona Mocinha, de Chocolate com Pimenta, exibida em 2003, na Globo.
A que gosta de assistir
: Estou viciada em seriados. Adoro Brothers and Sisters e House, que vão ao ar pelo Universal Channel.
A que nunca assistiria
: Não assisto nunca mais o Big Brother Brasil, da Globo. Até a chamada me faz mal.
O que falta na televisão: Falta mais visão artística em todas as emissoras. De repente, o Ibope ficou importante demais.
O que sobra na televisão: Programas em que o telespectador telefona para ganhar prêmios. Muito enjoado.
Ator favorito
: Lima Duarte.
Atriz predileta
: Laura Cardoso.
Com quem gostaria de contracenar
: Fernanda Montenegro.
Se não fosse atriz, seria
: Infeliz!
Novela preferida
: Água Viva, de Gilberto Braga, exibida pela Globo, em 1980.
Cena inesquecível na televisão
: A cena da guerra da comida, em Guerra dos Sexos, com Paulo Autran e Fernanda Montenegro, exibida em 1983, pela Globo. Canção inesquecível de trilha sonora: Retirantes, música-tema das duas versões de A Escrava Isaura, exibidas em 1976, pela Globo, e em 2004, pela Record.
Vilão marcante
: Renato Mendes, vivido por Fábio Assunção, em Celebridade, exibida em 2003, pela Globo.
Que novela gostaria que fosse reprisada
: Saramandaia, que foi ao ar em 1976, na Globo.
Par romântico inesquecível
: Raul Cortez e Maria Fernanda Cândido, nos papéis de Paola e Francesco, em Terra Nostra, exibida em 1999, na Globo.
Com quem gostaria de fazer par romântico: Denzel Washington.
Filme: Apocalypse Now, de Francis Ford Coppola, que vi umas 100 vezes.
Livro: Estou lendo Gângster Americano e Outras Histórias de Nova York, de Mark Jacobson.
Uma mania: Grifar meus textos com uma caneta, sempre da mesma cor. Caso contrário, não decoro.
Um medo
: De ser acusada de alguma coisa que não fiz.
Vexame: Chegar meia hora atrasada no espetáculo Somos Irmãs, de Sandra Louzada, em São Paulo. Como meu vôo enfrentou excesso de tráfego aéreo, o avião não pousava. Enquando eu não chegava os músicos ficaram tocando para a platéia. Um vexame total!.
Projeto: O filme Syndrome, de Roberto Bomtempo, para 2009.

Entrevista publicada no Portal Terra/Imagem:Rede Record

1 Comentários:

13 de junho de 2008 06:33 Roseli disse...

Gostaria que Denise entrasse em contaro, à conheci nos anos 70 na periferia de são paulo, onde tinhamos um grupo de teatro e música(acordel).
roseli.sarilho@hotmail.com